Home » Crônicas Esparsas » Polícia prende estudantes na USP

Polícia prende estudantes na USP

Paulo Sérgio Leite Fernandes

Estamos, no Brasil, no meio da primavera. As alterações climáticas são, no mundo moderno, um tanto complicadas. Faz calor quando devia fazer frio e vice-versa. Do meu lado, sei quando o tempo vai mudar. Tenho no alto do crânio, mais precisamente no parietal direito, uma cicatriz de cerca de cinco centímetros. Aparece mais agora, porque a velhice me deixa com uma espécie de tonsura de padre. Sei que as duas estão lá, a clareira e a protuberância, embora procure esquecer de ambas, pois nenhuma delas é muito edificante. Quando o dia seguinte vai pedir uma roupa um pouco mais protetora, a cicatriz dói e a memória me traz o passado, quando estava na Faculdade de Direito e aprontava as minhas. Aquele machucado costurado equivocamente num pronto-socorro por um residente mal-humorado, isto nos idos de 1956, foi resultado da quina de uma mesa de ferro de um barzinho, durante uma chopada em que os calouros eram proibidos de beber. Veterano bebia. Novato não. Vai daí, um moleque que usava uns óculos amarelos com lentes de fundo de garrafa perdeu a compostura quando lhe tomei o terceiro chope das mãos. Atirou-me a mesa na cabeça e fugiu. Atrás dele fomos eu, sangrando copiosamente, e meia centena de acadêmicos enfurecidos. Não sei o que aconteceu com o menino, mas nunca mais frequentou as aulas. É um dos pecados que carrego comigo pelo resto da vida.

A prisão dos moços na reitoria da USP concorreu com o aviso do meu barômetro craniano de que o clima de hoje, 8 de novembro de 2011, ia mudar. Vem a notícia de que os moços foram presos e autuados em flagrante, no campus da Universidade de São Paulo, por desobediência, dano ao patrimônio público e crime ambiental, mantendo-se-os no cárcere enquanto não pagarem fiança de um salário mínimo. Valem algumas considerações:

a) – O problema começou lá atrás, quando três estudantes foram colhidos portando maconha. Revoltaram-se os outros porque, no fim das contas, um baseado, agora, é coisa insignificante à vista das substâncias terríveis postas à disposição da meninada. A polícia poderia ter negociado, mas não o fez.

b) – O desdobramento foi a ocupação do prédio da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas pelos moços e moças. Mais tarde, vencido na questão da manutenção da ocupação do prédio, o grupo dissidente ocupou a reitoria, encastelando-se ali.

c) – João Grandino Rodas, o reitor, aquele mesmo que está a discutir com a direção da Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, buscou judicialmente reintegração na posse. Obteve-a. Os policiais foram lá e prenderam setenta e poucos alunos.

A Universidade de São Paulo é gratuita. Teoricamente, o vestibular constitui um dos mais severos do país. Logo, em princípio, universitário da USP é pobre e bem dotado intelectualmente. Nos idos de mil novecentos e nada, muitos dos grandes homens do mundo jurídico moderno moravam na “Casa do estudante”, ou nas proximidades. Era uma farra só. Depois, lá nos anos setenta, uma criatura de nome Erasmo Dias, chefiando policiais militares montados a cavalo e a pé, invadiu a Faculdade de Direito e fez igual incursão na PUC. Ainda sinto o cheiro do gás lacrimogêneo que jogaram dentro do vetusto centro de ciências jurídicas de São Paulo. Já se vê que o dia não é bom. Começou, para mim, com a minha cicatriz mordiscando o alto do crânio. Mais adiante, a memória me trouxe a figura do esbirro da ditadura, Coronel Erasmo. Por fim, alguém me diz que os meninos estão encarcerados em três ônibus na frente da 91° DP, ou no pátio, sob o sol e sem água, aguardando que cada um deles tenha um salário mínimo para pagar fiança. São quinhentos e quarenta e cinco reais. A não ser que haja doadores externos, não parece que os estudantes consigam desembolsar tal quantia. Independentemente disso, o estado de pobreza dos meninos e meninas aconselharia a liberdade provisória sem fiança, opção que qualquer juiz equilibrado há de tomar. Encerre-se com sintético comentário respeitante ao reitor João Grandino. Ele já não vinha bem, agora fica pior. Quando se cai em desgraça com a juventude é difícil consertar. Obtém-se decisão judicial favorável mas se perde a possibilidade de convivência. Esta é a questão.

16 Comentários sobre “Polícia prende estudantes na USP”

  1. PSLF disse:

    Comentário para o vídeo postado no youtube por cowboyplayboy:

    Parabéns pelo seu comentário equilibrado e sensato - coisa raríssima na nossa moderna internet. Digo que, dentre as reivindicações dos estudantes presos, nada consta sobre legalização da maconha ou coisa parecida: a querela gira em torno da escolha anti-democrática do reitor e do convênio firmado com a PM sem consulta à comunidade acadêmica. Forte abraço!

  2. PSLF disse:

    Comentário para o vídeo postado no youtube por MrAlbert1905:

    Onde está a dita sensates deste advogado, gostaria de saber?

    Quando trata da prisão dos estudantes que portavam maconha, diz que os policiais poderiam ter negociado ante a insignificancia da droga.

    Até onde sei, o porte para cosumo de droga (inclusive maconha) ainda é crime, mesmo que tenha ocorrido sua despenalização com pena privativa de liberdade. Dessa forma, se os policiais liberassem os supostos infratores estariam prevaricando, pois não lhes cabe negociar ante o flagrante delito.

  3. PSLF disse:

    Comentário para o vídeo postado no youtube por cowboyplayboy:

    @MrAlbert1905 Para analisar um fato político e social é necessário ler as entrelinhas. Senão recaímos nas tautologias (“crime é crime e tem que ser punido”), que é a forma de justificar o poder e punir as dissidências. O grande problema é que não se ensina mais teoria crítica a ninguém. Por isso temos um povo miserável e submisso; preconceituoso e intolerante. Saber repetir as ladainhas não significa ainda saber pensar.

  4. PSLF disse:

    Comentário para o vídeo postado no youtube por MrAlbert1905:

    Obs. 2: As circunstâncias políticas no Brasil no referido periodo em que este senhor estudava eram completamente diferentes das de hoje. Além disso, a própria polícia, mesmo com seus defeitos, também é outra.

    Ainda, é ridiculo afirmar que estes estudantes são pobres e não podem pagar a fiança, quando sabemos que a maioria dos estudantes das universidades públicas do Brasil são de famílias abastadas.

    Por fim, não há nada que justifique os atos desses arruaceiros, pelos quais devem responder.

  5. PSLF disse:

    Comentário para o vídeo postado no youtube por cowboyplayboy:

    Só teremos um país minimamente democrático quando todos esses ignorantes, que hoje apedrejam os estudantes (como o pharmakós capaz de purificar os males da sociedade) compreenderem que TODOS SÃO ESTUDANTES E POLICIAIS. O conflito é a “coisa mesma”, é aquilo que deve ser analisado. O juízo de valor (“esse lado é o certo, o outro é o errado”) é a voz da mediocridade, da ignorância, que não é capaz de elevar-se ao conceito – por isso é somente o “conceito sendo-aí”, a alienação enquanto tal.

  6. PSLF disse:

    Comentário para o vídeo postado no youtube por cowboyplayboy:

    @MrAlbert1905 Meu querido: a questão não está em concordar ou deixar de concordar. Também não está em ter esta ou aquela opinião (como deixei claro, ter opinião é somente fazer um juízo de valor). NÃO SERVE PRA NADA ter esta ou aquela opinião. Eu gosto de azul; você, talvez, de roxo. A questão está em analisar o fato com profundidade, em descobrir a origem do conflito para além dos conflitantes. Você leu as reivindicações dos estudantes? Sabe que a maconha não constava nelas?

  7. PSLF disse:

    Comentário para o vídeo postado no youtube por MrAlbert1905:

    cowboyplayboy, Não estou defendendo ninguém, mas se começarmos a concordar com condutas de rebeldia sem fundamento estaremos dando aval para a impunidade e a injustiça . A ordem é essencial para a democracia.

    O que percebo com seu BLÁ BLÁ BLÁ FILOSÓFICO é que você é tão ignorante quanto julga os outros, pois não respeita opinião diversa à sua.

    Volto a repetir: Nenhum argumento justifica a conduta desses estudantes, que deu causa infundada ao conflito com a polícia, mesmo um discurso rebuscado.

  8. PSLF disse:

    Comentário para o vídeo postado no youtube por zehelder007:

    Vivemos num pais de ignorantes, defender a atitude desses moleques que lutam contra uma ditadura que não existe!! Lutar contra a opressão policial quando se está utilizando drogas ou vendendo-as, é no mínimo infame e deve ser punido conforme a lei manda. Quando o Sr. do vídeo sentiu o cheiro de gás lacrimogênio, pela idade dele “sem ofensas”, os estudantes estavam lutando contra a ditadura militar, diferente dos moleques de hoje, lutam sem uma razão ou ideal, ou lutam pelo direito de usar droga?

  9. PSLF disse:

    Comentário para o vídeo postado no youtube por cowboyplayboy:

    Repetir uma mentira não a torna verdade. Os milhões de ressentidos desse país podem bradar à vontade que “maconheiro bom é maconheiro morto”. Isso não faz com que a reivindicação dos estudantes por eleição democrática para reitor e por consulta à comunidade acadêmica sobre o convênio com a PM se torne menos ou mais justa.

  10. PSLF disse:

    Comentário para o vídeo postado no youtube por 133839297:

    Me desculpe, mas o senhor opina sobre um contexto que desconhece. O movimento estudantil hoje é massa de manobra de partidos políticos e em nada lembra a sua época.

  11. PSLF disse:

    Comentário para o vídeo postado no youtube por Flamengo1981:

    Perfeito o comentário. Inegável a categoria do orador. Obrigado por compartilhar o vídeo!

  12. PSLF disse:

    Comentário para o vídeo postado no youtube por cabrauzimm:

    Excelente comentario…

    Ainda nao tinha visto o canal…é bom poder ter um video em que um “anciao” fala sobre seus conhecimentos, expressa sua opniao e compartilha sua sabedoris

    ultimamente o que a maioria tem disponível pra assistir é datena e cia…

    lamentável

  13. PSLF disse:

    Comentário para o vídeo postado no youtube por vabeju:

    Finalmente aparece alguem que não repete o que a grande imprensa fala sobre o assunto. Parabéns!!

  14. PSLF disse:

    Comentário para o vídeo postado no youtube por joaomantena:

    Parabéns!

  15. PSLF disse:

    Comentário para o vídeo postado no youtube por flautazappia:

    PERDI 8:24 DA MINHA VIDA E NÃO VAI MAIS VOLTAR…MUITA FALAÇÃO E NÃO DISSE NADA……MENINO? MOÇOS??? MARMANJOS…

    TUDO PAU MANDADO DO PT E DOS TRAFICANTES..POBRES? MEU SENHOR??? A MUITO SO ENTRA FILINHO DE PAPAI E SINDICALIZADO……

    E TENHO DITO…

    PS: VIVA A POLICIA MILITAR AS FORÇAS ARMADAS E O GOVERNO DE SÃO PAULO

  16. PSLF disse:

    Comentário para o vídeo postado no youtube por bacontido:

    @flautazappia assista a esse vídeo: watch?v=Ay_pqJTbPkg Fique calmo, pense um pouco e vc vai enxergar a sua própria burrice !!

Deixe um comentário, se quiser.

E