Home » Entrevistas » Eleições à OAB-SP 2012 – Paulo Sérgio Leite Fernandes entrevista o candidato Alberto Zacharias Toron (30/07/2012)

Eleições à OAB-SP 2012 – Paulo Sérgio Leite Fernandes entrevista o candidato Alberto Zacharias Toron (30/07/2012)

3 Comentários sobre “Eleições à OAB-SP 2012 – Paulo Sérgio Leite Fernandes entrevista o candidato Alberto Zacharias Toron (30/07/2012)”

  1. Anderson Alexandrino Campos disse:

    Simplesmente fantástica a entrevista. Entrevistado e entrevistador, duas sumidades da advocacia criminal, dão notório exemplo do que é ser advogado compromissado com a corporação, seja defendendo direitos do advogado, seja como político a encampar a bandeira do Estado Democrático de Direito. Tiro, desta entrevista, a melhor das impressões acerca do candidato, se é que me permite assim o chamar, de Alberto Zacharias Toron. Saiba, admirado Doutor Toron, que atendendo ao pedido que nos fora feito pelo Doutor Daniel Bialski trabalharei em prol de sua candidatura aqui em Osasco. Boa sorte!!!

  2. Orlando Maluf Haddad disse:

    Paulo, parabéns pela iniciativa. Poucos teem sua autoridade para entrevistar, com raro conhecimento da matéria, os candidatos ao próximo pleito da Ordem. Aguardo com ansiedade todas as manifestações.

    Desta vez apoio Toron, que me pediu para ser seu coordenador geral da campanha.
    Aceitei com convicção plena de que ele é o mais preparado, sem demérito dos demais.

    Penso que é a última campanha na qual intervenho como participante. Oxalá os mais jovens possam tomar nosso lugar, e Toron certamente será o melhor canal de integração, para que a Ordem resgate novamente o prestigio que jamais deveria ter perdido.
    Um grande abraço

  3. Caro Paulo Sérgio, ótima iniciativa da sua emissora de televisão “clandestina” de entrevistar os candidatos à Secional paulista. É, o Toron não é fácil. Competente, conversado, preparado e tem alcance nacional. Aqui de Minas já o mencionei por duas vezes no Blog, espantada que estava com a multiatividade dele, numa ocasião advogando em prol da classe junto ao CNJ e na outra quando declarou na tribuna do STF no julgamento do mensalão que era candidato. O entrevistador também, não é fácil. Adorável a ideia do Dia da Caçarola e também adorável a sua irreverência. Aqui em Belo Horizonte no Fórum Lafayette, nós advogados passamos por portas detectoras de metal que apitam mas os guardas não incomodam ou revistam os advogados. Eu, pelo menos, nunca fui. Parabéns por ambas iniciativas, a entrevista e a caçarola. Espero que seja postado o vídeo da manifestação. Abraço, Valéria Veloso

Deixe um comentário, se quiser.

E