Home » Crônicas Esparsas » Promotor de Justiça Ferri precisa amadurecer

Promotor de Justiça Ferri precisa amadurecer

*Paulo Sérgio Leite Fernandes

O Promotor de Justiça Ferri, parecendo ter o nome completo de Thales Ferri Schoedl, tece comentários sobre texto publicado pelo escriba no “Conjur”, aqui republicado sob o título “Retrospectiva 2013: Em matéria penal, Brasil age como carrasco”. Ali, há referência nossa ao podre sistema prisional brasileiro (http://www.conjur.com.br/2013-dez-24/retrospectiva-2013-materia-penal-brasil-age-carrasco). Aquele acusador público chama os autores do artigo, indiretamente, de hipócritas porque acentua: “…lamentável hipocrisia no título e na abordagem do tema. Realmente estamos fechando 2013 com as mãos sujas de sangue! sangue das vítimas dos latrocínios, das crianças assassinadas, das milhares de pessoas que morrem nos corredores de hospitais em virtude da corrupção!”. Não é costume do “site” fazer referência expressa a comentários e a nomes daqueles que trocam ideias sobre textos postos neste “site”. Entretanto, na hipótese vertente, é preciso dizer ao Promotor de Justiça já identificado, jovem por certo, que ele, sim, precisa refletir sobre a realidade brasileira, que deveria conhecer e não conhece, embora o exercício de suas atribuições o obrigue a tanto. Deixe-se de ir além. Basta a publicação das fotos e do vídeo postos em sequência, recomendando-se ao Promotor de Justiça Ferri (provavelmente Thales Ferri Schoedl) a ampliação das fotografias e enquadramento na parede mais adequada de seu quarto de dormir. Dentro do contexto, antes de fechar os olhos à noite ou de os reabrir na manhã seguinte, poderá atualizar seus conhecimentos sobre a realidade prisional brasileira, pedindo desculpas pelo açodamento da crítica. Isso faz bem aos moços, amadurecendo-os depressa para as rudes tarefas das respectivas atribuições.

ATENÇÃO: Imagens fortes **


 * Advogado criminalista em São Paulo há cinquenta e quatro anos.
** Vídeo compartilhado do Youtube.

 

Deixe um comentário, se quiser.

E